domingo, 21 de dezembro de 2014

Intercambio com Sauanne


A arte de trabalhar com viagem! - Sauanne Bispo
em frente ao Castelo de Malahide

Essa é minha amiga Sauanne, trabalhamos juntas no Costa Romantica, hoje ela trabalha com intercâmbio e é perita no assunto!

Ela estudou na Universidade Federal da Bahia - UFBA, já trabalhou na agência STB (agência mais antiga no mercado e de grande nome). Ela ama viajar. Essa foto e a frase achei em um dos post do facebook dela, D+ né!?

Sauanne já deixou um depoimento aqui no meu blog já faz algum tempo, mas você pode conferir aqui nesse link http://trabalhoemnavio.blogspot.com.br/2010/03/depoimento-de-sauane-motivacional.html

Para quem quer trabalhar em "Navio de Cruzeiros" uma experiência fora do país conta muito no currículo, a própria Sauanne já havia trabalhado no exterior antes de trabalhar comigo no navio, ela trabalhou no Mc Donald's em Lafayette, Louisiana nos Estados Unidos.

Desse modo foi muito mais fácil se comunicar em inglês dentro do navio e a própria experiência de trabalhar em serviço com alimentos e bebidas. Digo que foi mais fácil porque sempre reforço o quanto o trabalho dentro do navio é puxado. Para quem entra de "gaiato" sem saber muito coisa, fica realmente como um peixe fora d'água.

Se você quer uma experiência nova, mudar de vida, conhecer coisas novas, pessoas diferentes descoladas, enxergar novos horizontes, ter um DIFERENCIAL no currículo, mesmo que sua área não seja turismo, fará toda a diferença na vida, e no profissional.

Hoje ela tem sua própria agência e trabalha com diversas agências parceiras. Além de muuuuita experiência na área!!! Se você busca uma experiência sensacional, vale a pena consulta-la. Ela conhece diversos tipos de programas seja para trabalhar, estudar, trabalho voluntário e outros que a gente nem ouviu falar...


Fale com ela no
Facebook https://www.facebook.com/sauanne.bispo?fref=ts

Contato:
e-mail: sauannebispo@gmail.com

terça-feira, 17 de junho de 2014

O dia seguinte

Costa Romantica
Saídas- 03, 12, 21/01/2009
Dia / PortoChegadaSaída
1° - Rio de Janeiro--18:00
2° - Navegação----
3° - Navegação----
4° - Buenos Aires08:0018:00
5° - Punta Del Este08:0018:00
6° - Navegação----
7° - Porto Belo08:0016:00
8° - Angra dos Reis12:0020:00
9° - Búzios08:0024:00
10° - Rio de Janeiro08:00--

Esse era o roteiro que o navio Costa Romântica estava fazendo.

O dia seguinte era de navegação e eu ainda estava muito perdida, não sabia onde ficavam as coisas no navio, porque a parte onde nós andamos é praticamente tudo igual, tudo branco e quase sempre não sabemos se estamos na proa ou na popa do navio. Além disso não tem placas indicando onde são as coisas para os tripulantes, por exemplo crewmess (restaurante dos crew) ou laundry (lavanderia)

Se eu não me engano nesse dia mesmo, eu tive uma "aula" de environmental (meio ambiente), isso às 9h da manhã. Depois de um bom tempo esperando na salinha chega manager (gerente) ou capo (em italiano) que era responsável por essa área no navio. Ele falava um inglês "a lá italiano" terrível.

Todos que estavam lá e eu estávamos "caput" (gíria do navio - quebrado), todos nós estávamos nos escorando na salinha onde havia alguns sofás. Eu e como todos os outros, não conseguíamos prestar atenção tamanho era o cansaço e o inglês do italiano.

O manager explicou que devíamos separar o lixo da cabine e colocar nas lixeiras recicláveis respectivamente. Não podia jogar nada para fora do navio, caso isso aconteça leva um warning (advertência). Ele pediu para anotar o nome do responsável pelo environmental da Costa Cruzeiros, pois caso haja uma auditoria nós devíamos saber o nome do cara. E também deu um pedacinho de papel verde escrito algo em inglês algo que nós devíamos saber, que eu não me lembro o que é.

Essa aula de meio ambiente nós temos sempre que embarcamos no navio, e não importa se já fizemos milhares de contratos (é o que eles dizem).

Saindo dali em 30 min eu já tinha "boat drill" (curso de segurança a bordo), alguns que estavam ali comigo também tinham no mesmo horário. Então também outro manager também italiano começou explicar sobre o navio Costa Romântica, quantos decks tinha, quantos botes salva vidas tinha e o que era a "master station" (ponto de encontro para passageiros para caso necessite evacuar o navio). O inglês também era difícil de entender e ele já emendava um espanhol com italiano, porque tinha gente que não falava inglês.

Saindo de lá, do lado já estava o crew mess, fui almoçar e a comida estava horrível, tentei comer a carne, então só consegui comer mesmo pão e frios ...

Então fui trabalhar...

Qualquer dúvida participe do grupo no Facebook https://www.facebook.com/groups/125796047432843/
Curta a Fanpage https://www.facebook.com/pages/Trabalho-em-Navio/283199461697187

segunda-feira, 2 de junho de 2014

GÍRIAS À BORDO

babalu - indivíduo estúpido, grosseiro, teimoso ou muito ignorante. 
adj. asnático, estúpido, imbecil. 
bassura - individuo que não presta, sem valor ou lixo. 
bolita - atraso para algum compromisso. 
bombolon(a) - individuo obeso, gordo. 
buba - veado, gay ou bicha. 
bumb clothe - indivíduo bobão ou ignorante. 
buro - burro, ignorante. 
cabina - cabine. 
caca - excremento, merda. 
chicky chicky - sexo ou transar. 
chingo - chinês. 
class - individuo ou colega de trabalho agradável, gente boa, camarada e trabalhador. 
dry dock - individuo há tempos sem nenhum relacionamento sexual. 
finito - fim, terminar, acabar. 
fix ou get fixed - receber uma bronca de algum superior ou ser vitima de uma trapaça. 
fix a la carta - receber uma bronca direta de algum supervisor. 
kaput - cansado ou algo quebrado. 
long time - faz tempo, já era ou já era. 
mama - gerente supervisora. 
mamagayo - individuo a toa que não trabalha quando deve, malandro. 
maricon - veado, gay ou bicha. 
mucho - muito. 
né - não. 
paisá - individuo do mesmo país. 
paja - provocar com a mão ou com objetos adequados o gozo venéreo em. 
paisano(a) - individuo do mesmo país. 
papa - rapaz, cara, sujeito ou gerente supervisor. 
pasta - grana, bufunfa ou dinheiro. 
sapo - aquele que faz fofocas. 
taca-taca - muita falação, falar demais. 
you wish - ato ou efeito de desejar; anseio; cobiça. de maneira irônica

Faltou algum?
Conta pra gente!

domingo, 25 de maio de 2014

GLOSSÁRIO TERMOS NÁUTICOS

INGLÊS - PORTUGUÊS 
acessible stateroom - cabine adaptada para deficientes.
alien - não cidadão ou não de origem do lugar em questão.
aft - popa.
airfare - tarifa aérea.
at sea - no mar.
azipod - propulsion sistema de propulsão localizado na parte externa do casco do navio com capacidade giratória de 3600.
beam - a largura do navio na parte mais larga.
bellboy - carregador das malas.
berth - leito abordo.
bildge - parte mais ínfima do navio.
blast - som do silvar ou apitar do navio.
ballast - lastro ou o que dá estabilidade ao navio.
black water - água que contem matéria fecal.
boat drill - exercício de evacuação da nave.
boarding - embarque.
booking - reserva.
bow - proa.
bridge - ponte ou estação de navegação.
bulkhead - comporta.
bunk - beliche.
cabin - cabine.
cabin - steward camareiro.
capers - jornal de bordo.
come about - virar o navio de volta.
connecting stateroom - cabine com acesso direto para outra cabine.
crew only - acesso somente permitido a tripulantes.
crew bar - bar da tripulação.
crewmess - refeitório da tripulação
cruise - cruzeiro.
customs - alfândega.
davits - serviola para içar os botes salva-vidas.
debarkation - desembarque.
deck plan - mapa do navio.
deck - coberta.
destination - destino.
dock - atracar.
draft - distancia entre o nível do mar ao casco do navio, profundidade mínima requerida para o navegar ou flutuar da embarcação.
dry dock - estaleiro ou doca seca, instalações apropriadas para a construção
ou reparo de navios.
embarkation - Embarque.
fantail - saliência da parte traseira do navio.
flag of convenience - situação benéfica ao dono de um navio registrado em um país que oferece custos laborais e de impostos menores.
first sitting - primeiro turno do restaurante.
fitness center - Academia.
fjords - uma grande entrada do mar envolta de altas montanhas rochosas.
folio - número da conta a bordo do passageiro.
fore - Proa.
forward - Proa.
freestyle dining - serviço de restaurante sem turnos.
galley - cozinha do navio.
gangway - portão de acesso para embarque e desembarque de pessoas.
guest privilege - Tripulante com permissão de gozar das áreas destinadas
apenas aos hospedes.
gratuities - um pequeno gesto, geralmente em dinheiro, dado a alguém, tal como um garçom ou camareira,em agradecimentos para os serviços prestados.
grey water - água dos drenos da galley, das máquinas de lavagem, do SPA, entre outras.
helm - leme do navio.
hold - parte do navio destinada a carga.
homeport ou turn around - porto de embarque e desembarque, onde inicial
e termina o cruzeiro.
host ou hostess - anfitrião ou anfitriã. Quem recepciona, recebe e dá as boas-vindas, a passageiros,em restaurantes, boates e bares.
hull - casco do navio.
inside cabin - cabine interna sem janela.
knots - unidade da velocidade igual a uma milha náutica(1.852 m ou 6076 pés)por a hora.
lower level ou lower - primeiro piso do restaurante.
main seating - primeiro turno.
manifest - lista de nomes de tripulantes e passageiros a bordo.
maiden voyage - viagem inaugural de uma embarcação.
mess - refeitório da tripulação.
midship - meio do navio.
minibar - um refrigerador pequeno em uma cabine, estocada com bebidas alcoólicas e não alcoólicas e peticos.
muster station - podendo ser um lounge ou uma área qualquer designada, onde os passageiros serão guiados, por um tripulante, à estação de embarque ao bote salva-vidas.
nautical mile - milhas nauticas = 1.852 m (6076 pés).
ocean view - cabine com vista para o mar.
officer mess - refeitório destinado ao uso exclusivo dos oficiais.
offshore - no mar.
on board - a bordo.
onshore ou ashore - em terra.
open sitting - um novo conceito de jantar a bordo, onde os passageiros podem escolher quando, onde, e com quem jantar, incluindo a escolha da mesa e garçom para todas as noites, caso seja de sua escolha ou preferência.
physicaly chalenged - passageiro com dificuldade de locomoção.
playroom - sala de jogos para crianças de todas as idades.
petty officer - mess refeitório destinado ao uso exclusivo dos petty officers e officers..
port charges - taxas inclusas ou adicionadas na tarifa de cruzeiro, destinadas ao custeio dos serviços oferecidos no porto.
portholes - Escotilhas.
portmaning - Tripulante, membro de uma equipe de emrgência a bordo,
em 24 horas de prontidão.
port side - lado esquerdo do navio.
port of call - porto de escala.
pursers ou front desck - Recepção.
sailing date - data de partida, inicio do cruzeiro.
seasick Marear.
seating assignment - acento designado.
second sitting - segundo turno do restaurante.
sign off - dia de desembarque do tripulante indo para as férias ou
de transferência para outro navio.
sign on - dia de embarque do tripulante vindo das férias, de transferência ou ingressando pela primeira vez a bordo.
shipboard - a bordo do navio.
shore excursion - Excursões em terra.
shore excursion desck - balcão de escurções.
shoreside - lado terra.
slot machine - caça níqueis.
sommelier - expert em vinhos.
special needs - passageiro que requer um cuidado ou atenção especial,
por limitações físicas ou psicológicas.
staffmess - refeitório destinado ao uso exclusivo dos staffs e officers.
standard stateroom - cabine simples.
starboard side - lado direito do navio.
stateroom - Cabine.
stern - parte traseira do navio.
tender - navio pequeno utilizado para o transporte de pessoas abordo
para a costa ou vise e versa.
trivia - brincadeira do tipo adivinhação.
upgrade prover - ou ser provido por um nível de serviço superior.
upper bunk - cama de cima de um beliche.
upper level ou upper - segundo andar do restaurante.
vessel - Navio.
wake - rastro do navio produzido pelas hélices do motor.
wake-up call - chamada de despertar.
wine steward - atendente de vinhos, responsável pelo pedido de vinhos
e de seu armazenamento.

PORTUGUÊS -INGLÊS
porto de embarque - home port
porto de escala - port of call
coberta - Deck


SIGLAS
ATM - Caixa eletronico 24 horas.
AWTS - Advaced Wastewater Treatment System
CCL - Carnival Cruise Lines
CICF - Cruise Indutry Charitable Foundation
CLIA - Cruise Lines International Association
CTO - Caribbean Tourist Organzation
ECC - European Cruise Council
GRT - Gross Registered Tons
ICCL - International Council Of cruise Lines
IMO - International Maritine Organization
MARPOL - International Convention for the Prevention of Polution from Ships
NCL - Norwegian Cruise Line
OBF - Oceans Blue Foundation
OCTA - Ocean Conservation Tourism Alliance
P&O - Peninsula and Oriental Steam Company
PSA - Passanger Shiping Association – Inglaterra
RCI - Royal Caribbean International
RCCL - Royal Caribbean Cruise Line
RCCI - Royal Caribbean International
SOLAS - Safety of life at Sea.
USPH - United States Public Health
USCG - United States Coast Gard
VDR - Voyager Data Recorder

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Desistir


Dor nas costas.
Dor nos joelhos.
Dor nos pés.
Mas eu sabia que nada
ia doer mais que desistir.
(autor desconhecido)


Os dias estavam cada vez mais árduos com tanta dor nas "batatas das pernas". Houve diversas madrugadas que e eu acordei com a dor delas! A dor parecia que queimava a perna!

Além disso sentia muuuuito sono, dormia somente 5 horas por dia, o corpo já estava suuuper cansado. Lembrando que na Costa Cruzeiros não há dia de folga, trabalha-se todos os dias.

Mesmo assim o melhor a fazer é descer nos portos quando possível e vislumbrar esse mundão de Deus! Era o gás que eu sempre precisava para continuar trabalhando num navio.

A minha dúvida de o quanto poderia ser diferente se eu tentasse até o fim era imensa! Quantas coisas eu iria deixar de aprender, conhecer e descobrir?! Então eu sempre pensava no próximo porto que eu poderia conhecer, era a energia necessária até o próximo porto! E assim foi até eu terminar o contrato de 7 meses a bordo!

participe do grupo https://www.facebook.com/groups/125796047432843/
Curta a Fanpage https://www.facebook.com/pages/Trabalho-em-Navio/283199461697187

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Países que não exigem visto para brasileiros

Algumas vezes quando nós estávamos na gateway (portão em inglês), os securitys (seguranças) avisam que filipinos, indonesianos e indianos não podiam descer naquele país.

*Gateway a gente chama assim as portas de embarque e desembarque dos navios.

Porque provavelmente os países deles não tinham tratados internacionais como os que o Brasil tem.
Felizmente nós brasileiros podíamos descer em todos!
Não houve um país que eu não pudesse descer! (e é claro que nós brasileiros achávamos o máximo!)

Existem muitos países não exigem o "visto" para brasileiros desde que a viagem seja para o turismo.
Entre eles, nos países europeus você pode ficar 90 dias!
Outros países que não exigem "visto" são os parceiros do Mercosul, você precisa apenas de um documento de identidade (com no mínimo de 10 anos e emissão)

Os seguintes países não exigem visto para brasileiros!

A - África do Sul – Albânia – Alemanha - Andorra - Antilhas Francesas - Argentina - Áustria - Bahamas
B - Barbados - Bélgica - Bolívia - Bósnia - Bulgária
C - Chile – Colômbia - Coréia do Sul - Costa Rica - Croácia
D - Dinamarca
E - Egito – Equador - Eslováquia - Eslovênia -Espanha
F - Filipinas - Finlândia - França
G - Grécia - Guatemala - Guiana
H - Honduras - Hong Kong - Hungria
I - Inglaterra – Irlanda - Islândia - Israel - Itália
L - Líbano – Liechtenstein - Luxemburgo
M - Macau – Macedônia – Malásia - Marrocos – México – Mônaco – Montenegro
N - Namíbia - Noruega - Nova Zelândia
H - Holanda
P - Palestina – Panamá - Paraguai - Peru - Polônia - Portugal
R - Reino Unido - República Tcheca - Rússia
S - San Marino – Sérvia – Suécia - Suíça - Suriname
T - Tailândia - Trinidad e Tobago - Tunísia - Turquia
U - Ucrânia – Uruguai
V - Vaticano - Venezuela

participe do grupo https://www.facebook.com/groups/125796047432843/
Curta a Fanpage https://www.facebook.com/pages/Trabalho-em-Navio/283199461697187

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Pousada do Paulinho Tripulantes

Esta pousada fica próximo a agência “Vale Mar” em São Paulo, bonita e arrumada, além disso, o Paulinho é atencioso, leva e busca a galera sem custos!

Vale à pena!

Pousada do Paulinho Tripulantes
Próxima ao Aeroporto de Congonhas e a Estação do metrô e rodoviária do Jabaquara.

Diária R$70 se disser que viu no blog “Trabalho em Navio” da Seila.

Café da manhã
Internet Wireless
Leva e Busca no aeroporto de congonhas
Leva Busca no Metro Jabaquara

Todos os quartos são, suíte com duas beliches, armário com chave, quatro vagas por quarto.
Temos ferro de passar roupa e secador de cabelo.

RESERVA SÓ COM DEPOSITO

(TIM) 11 9-8422-1513
(VIVO) 11 9-7563-2685
(FIXO) 11 3804-2050

(EMAIL/MSN) mp-pontes@hotmail.com
Facebook https://www.facebook.com/pousadadopaulinho

Transporte da Pousada aeroporto e seleções sempre com pontualidade saindo 30 minutos antes.

Sala dos Tripulantes

banheiro
banheiro
quarto com beliches

Churras!!!
mesa do churras!
corredor

"crew mess"

laundry (lavanderia)




quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Gestos dos Italianos

Existem muitos Italianos trabalhando a bordo, principalmente nos navios da "Costa Cruzeiros", pois é uma empresa de origem italiana e por isso restaram muitos italianos ainda trabalhando nos cargos de gerencia. (difícil lidar com essa cultura que de um modo geral, pra nós é pura grosseria).

Eles gesticulam muito pra falar, para mim foi assustador!
As crianças também acompanham os adultos, também é estranho ver tão pequenos gesticulando "dramaturgicamente"....

Aqui vai um vídeo de uma própria italiana ensinando!
Divirta-se

E tente não não rir quando o seu gerente italiano começar a gesticular freneticamente para você "dar via" via via via....

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Dry dock e Marcelo Barba e o pão roubado de cada dia



Todo mundo ai está de macacão pois o navio estava de "Dry dock*" quando o navio estava consertando.
Foi em 2009 depois que o Navio Costa Romantica pegou fogo próximo a Punta Del Leste.
O fogo foi na casa de maquinas saiu chamas pela chaminé, e Graças a Deus nao morreu e não machucou ninguém

Ai o navio fica sem passageiros, mas a gente continua no navio trabalhando,
E voce me pergunta. Mas fazendo o que "catzo"?
- FAXINA
a gente limpa tudo, lava tudo e limpa tudo de novo, e de novo....

Só pra gente nao ficar fazendo nada, os managers (gerentes) inventam limpeza.
E quando precisa de uma mãozinha para outras coisas no navio, para carregar e limpar outras coisas mesmo que não seja a nossa área, tamo lá trabalhando....

Mas o que eu queria contar mesmo é do Marcelo Barba que está na direita da foto segurando a vassoura.
Eu roubava o pão da bandeja dele (pois é coitado),
A comida era muito ruim, então eu pegava comida e pão, resultado nao conseguia comer a comida, comia o pão, minhas pernas doiam horrores e eu não aguentava levantar pra buscar mais pão pra comer, dai roubava da bandeja dele coitado,

Até que um dia ele ficou Muito Brabo...

Então, mas ele é um fofo e hoje está com uma página comédia no Facebook
Gostaria que vocês conhecessem

https://www.facebook.com/OpinioesDesinformativas

*Drydock - na verdade é quando o navio vai fazer uma revisão. O navio entra num lugar onde dry (seca) a água do local, então ele fica fora da água, para fazer manutenção no casco. No caso não estavamos literalmente no dry dock, o navio só estava sendo consertado, mas a gente diz que estamos em "dry dock"...

participe do grupo https://www.facebook.com/groups/125796047432843/
Curta a Fanpage https://www.facebook.com/pages/Trabalho-em-Navio/283199461697187


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...